Os Ovos de Fabergé
 
  • Os ovos de Páscoa, que os membros da família real e os nobres e ricos de antigamente davam uns aos outros, eram muito diferentes dos tradicionais ovos pintados do povo.

  • Eram feitos de ouro e prata e decorados com esmalte, pedras preciosas e desenhos em miniatura.

  • Os ovos de Páscoa mais espectaculares eram os encomendados pelo czar da Rússia a Fabergé (um joalheiro russo muito conhecido), no fim do séc. XIX, e que ficaram famosos em todo o mundo.

  • O Czar começou esta tradição em 1885. Todos os anos encomendava um ovo ao joalheiro da corte, Peter Carl Fabergé, como presente para a sua esposa, a Imperatriz Maria Teodora.

  • Depois da morte do Czar, o seu filho, continuou a tradição, encomendando anulamente dois ovos à empresa: um para a mãe e outro para a esposa.

  • Ao todo, foram feitas 56 destas obras primas produzidas entre 1885 e 1917, embora somente 10 delas tenham permanecido na Rússia.

  • Cada ovo de Páscoa era trabalhado pelos mestres da empresa de Fabergé ao longo de quase um ano (!).

  • Desenhistas, ourives e especialistas em prata, joalheiros, cortadores de pedras, esmaltadores e escultores participavam da sua preparação. A última palavra, contudo, era sempre de Fabergé.

  • O tema e a forma de cada ovo de Páscoa Imperial eram únicos. Alguns celebravam temas íntimos da família e outros honravam eventos notáveis na vida do Estado russo e da família imperial.

  • A fantasia criativa dos artistas da empresa Fabergé não tinha paralelo.

 


 
Política de Privacidade | Termos de Utilização | Quem Somos
- 2001 © Texto Editores - Todos os Direitos Reservados.