Cinto de Segurança
 
  • Cinto de segurança e acidentes

    Quando um veículo tem um acidente, os corpos dos passageiros continuam a seguir à mesma velocidade que o carro no momento do impacto ("impacto" é quando bate).

    (Nunca tinhas pensado que o teu corpo anda à mesma velocidade que o carro, pois não? E que essa velocidade se mantém quando bate? Ora clica aqui.)

    Quando o veículo pára, os passageiros sem cinto batem no volante, no tablier, voam pelo vidro, enfim, seguem o movimento que o carro tinha com a mesma velocidade...


  • Os cintos são a melhor protecção em caso de acidente!

    Foram criados para que essas forças que fazem o movimento continuar (a aceleração, travada pelo impacto, quando se bate) sejam absorvidas pelas zonas mais fortes do nosso corpo: ancas, ombros e peito.

    O cinto mantém tudo no lugar, protege a cabeça e a cara de baterem no pára-brisas ou noutros sítios.
    Também evitam que se seja cuspido para fora do carro!


  • 4 razões para se usar SEMPRE o cinto de segurança:

    - Num acidente o cinto de segurança pode salvar-te a vida.
    - O cinto de segurança reduz os riscos de ferimentos graves.
    - Muitas pessoas que acabam por morrer em acidentes poderiam ter sobrevivido se tivessem posto os cintos de segurança.
    - É fácil. Demora 5 segundos e pode salvar-te a vida!


  • Como é que o cinto funciona?

    Um décimo de segundo após o impacto (se um segundo é curto, imagina-o dividido por dez!) o carro imobiliza-se e os ocupantes sem cinto são projectados no interior do carro (ou para fora dele!).

    Mal o seu corpo se imobiliza, os seus órgãos internos colidem (batem) uns nos outros e no seu esqueleto (falamos do fígado, estômago, baço, pulmões, etc.) - tudo dentro do corpo!

    Para permitir uma paragem mais gradual, deve ser "usada" toda a distância de travagem. Com o cinto, "pára-se" enquanto o carro pára - claro que se bate, mas é um choque gradual e protegido.

    Durante o acidente, o cinto de segurança distribui as forças da desaceleração rápida (de que falámos) pelo peito, ombros e ancas, e também "dá de si" para ajudar a este processo.

    As pessoas que usam cinto não são projectadas contra as outras e/ou contra o interior do veículo ou para fora dele.

    Mais! Permitindo ao condutor ficar no seu lugar, possibilita que ele tente manter o controlo do veículo evitando um segundo embate.

    Claro que tudo isto "corre bem melhor" se os limites de velocidade forem respeitados...


  • Cintos de segurança e airbags

    Apesar de o carro poder ter airbag, o cinto de segurança deve sempre ser colocado. Os airbags podem magoar ou matar se se estiver a menos de 25 cm do mesmo fechado.

    Crianças pequenas, sempre em cadeiras próprias, devem ir sempre no banco de trás.

    Os airbags frontais só funcionam em colisões frontais. Se houver um acidente em que se bata de lado ou o carro capote, SÓ o cinto de segurança é eficaz!


  • Para acabar

    - Todas as crianças com menos de 12 anos DEVEM circular em assentos apropriados à idade, sempre no banco de trás.
    - Recém-nascidos devem ir SEMPRE em cadeirinhas próprias, voltadas para trás no banco de trás.
    - Todos os passageiros DEVEM usar o cinto de segurança, quer vão à frente ou atrás.

  • Para veres os certos e errados dos cintos de segurança clica aqui.


    Material (adaptado) gentilmente cedido pela PRP (Prevenção Rodoviária Portuguesa)

 


 
Política de Privacidade | Termos de Utilização | Quem Somos
- 2001 © Texto Editores - Todos os Direitos Reservados.