Burro
 
  • O burro é um grande amigo do Homem. Há milhares de anos que o ajuda em muitas tarefas domésticas, nomeadamente como transporte e para levar carga.

  • Mas não penses que não existem burros selvagens. Também os há, mas já estão em extinção, quase a desaparecer.

  • Às vezes confundem-se os burros com os cavalos. Mas há diferenças! O burro é mais baixinho, tem orelhas mais compridas e o seu rabo é quase sem pêlo acabando num pequeno tufo de crinas.

  • A cabeça também é bastante maior do que a do cavalo e tem as patas mais curtas.

  • Algumas pessoas acham que não é muito bonito, mas é muito útil, porque é forte e resistente! Ainda por cima tem a visão (olhos), o olfacto (nariz) e a audição (ouvido) muito mais desenvolvidos do que o cavalo.

  • Sabias que os burros são muito diferentes uns dos outros conforme o clima e a raça a que pertencem?
    Em Portugal têm mais ou menos 1 metro e 40 centímetros (do nosso tamanho aos 10 anos) e a cor varia entre o cinzento com manchas e o castanho. A voz do burro é o zurrar.

  • Por acaso já reparaste que se tivessem riscas pretas e brancas os burros eram mais parecidos com as zebras do que os cavalos? É porque são da mesma família. Aliás, os burros são originários de África, onde vivem as zebras.

  • Um burro vive mais ou menos 20 anos, mas alguns chegam aos 30! Tal como nos cavalos a sua idade consegue-se ver através dos dentes, que apesar de muito fortes se vão ficando mais feios com a idade.

  • Sabias que os burros que vivem nas regiões frias são mais pequenos e frágeis do que os dos países quentes?

  • A fêmea tem normalmente apenas um filhote que demora quase um ano a nascer.
    Ao cruzar um cavalo com um burro obtêm-se as mulas (ou os machos), de que já deves ter ouvido falar.

  • Elas são óptimas porque são pacientes, muito trabalhadoras e também bastante fortes. Mas infelizmente são estéreis (não podem ter crias).

  • De todas as espécies domésticas esta é menos compreendida, porque os criadores, quando não os domesticam bem durante o crescimento, aborrecem-se quando o vêem a ser preguiçoso e tímido.

  • Diz-se que os burros são muito teimosos, mas não é verdade. Eles gostam muito de brincar e trabalhar, mas é preciso que os criadores lhes dêem muita atenção.

  • Sabias que o burro é muito fácil de manter?
    Come muito pouco e contenta-se com folhas e grãos que os outros animais normalmente deixam de lado. São é muito esquisitos com a água, que tem que ser limpa e sem cheiro.


  • Sabias que o leite de burra é muito bom para a saúde? E sabias que há povos que comem a sua carne?
    Outra curiosidade é que os árabes nómadas (que andam de um lado para o outro) fazem as suas tendas com peles de burro.

  • Os povos antigos serviam-se ainda dos ossos dos burros para fazer o corpo das flautas. Porque eram mais duras e mais sonantes que as feitas de ossos das outras espécies.


  • Provérbios e expressões com burros:
    - Burro velho não aprende línguas!
      Pessoa que não tem hábitos desde pequena não os ganha em adulta.
    - Prender (ou amarrar) o burro!
      Amuar.
    - Trabalhar como um burro!
      Trabalhar muito.
    - Vozes de burro não chegam ao céu!
      Não se faz caso do que uma pessoa disse porque se acha que ela não é importante.
    - Descer da burra.
      Deixar de amuar. Aceitar uma opinião depois de muito discutir.
    - Burro de carga.
      O que faz o seu trabalho e o dos outros.

 

 


 
Política de Privacidade | Termos de Utilização | Quem Somos
- 2001 © Texto Editores - Todos os Direitos Reservados.