História do Dia dos Mortos - os celtas
 
  •  
    Hist. do Dia dos Mortos
    Como lhes escapar
     
    Hist. do Dia dos Mortos
    De novo os celtas
     
    Há dois mil anos os celtas habitavam a Inglaterra, Irlanda, França e Península Ibérica. Costumavam comemorar o Dia de Ano Novo a 1 de Novembro.

  • Para eles era o fim do Verão, das colheitas e o início dos Invernos escuros, com tempestades e muito frio. Era nesta altura do ano que a população celta sofria mais mortes, por causa do tempo.

  • Por isso, os druidas (os seus sacerdotes) acreditavam que a noite de 31 de Outubro era uma espécie de abertura da passagem entre a vida e a morte.

  • Assim, pensavam que nessa noite os fantasmas do mundo da morte andavam à solta na Terra em busca de alimento e por isso faziam fogueiras no alto das colinas para os afastar.

    Essa noite era chamada de "Samhain", o "Dia das Almas".

  • Além de causarem problemas e prejudicarem as colheitas, os celtas acreditavam que a presença dos espíritos auxiliavam as adivinhações dos druidas.

  • Alguns séculos mais tarde, a influência do Cristianismo espalhou-se pelas terras celtas e no início do século VII, o Papa Bonifácio IV designou o dia 1 de Novembro como "O Dia de Todos os Santos".

  • No século X, a Igreja dedicou o dia 2 de Novembro às almas, em memória de todos os falecidos.

  • Halloween, Dia de Todos os Santos e Dia dos Mortos fundiram-se numa mesma tradição.

 


 
Política de Privacidade | Termos de Utilização | Quem Somos
- 2001 © Texto Editores - Todos os Direitos Reservados.