Invasões bárbaras
 
  • As invasões bárbaras fazem parte de um período da história da Península Ibérica em que houve uma migração de vários povos vindos do norte da Europa.

  • A este período dá-se também o nome de período de migrações, ou seja, período em que muitos povos tiveram que sair dos seus territórios e partir para outros mais a sul onde se pudessem instalar.

  • Estas migrações dão-se a partir do século IV, quando toda a Península Ibérica era governada pelos Romanos. Chamavam-lhe Hispânia.

  • Atacados pelos Hunos vindos da Ásia, os Suevos, os Vândalos, os Alanos e os Visigodos são obrigados a fugir dos seus territórios no Norte da Europa e começam a atacar o Império Romano.

  • Sabes por que é que se chama "bárbaros" a estes povos?
    Não é por serem selvagens, ou sem civilização, que é o sentido que hoje damos à palavra.

  • É porque, nessa época, chamava-se "bárbaros" a todos os estrangeiros, ou seja, a todos os que não pertenciam ao mundo grego e romano, partilhando os seus costumes, a sua língua e a sua cultura.

  • Na verdade, estes povos eram até muito civilizados, com uma cultura e arte muito evoluídas e que vieram enriquecer bastante as sociedades que invadiram.

  • Durante muitos anos pensou-se que estas invasões tinham sido violentas, mas sabe-se hoje que o Império Romano, já em decadência, não ofereceu muita resistência na Hispânia.

  • Houve lutas e resistência, mas não houve grandes batalhas, extremamente prolongadas. Não só estes povos se adaptavam bem à cultura já existente, como os próprios nativos terras conquistadas estavam abertos a novas formas de estar.

 

 


 
Política de Privacidade | Termos de Utilização | Quem Somos
- 2001 © Texto Editores - Todos os Direitos Reservados.