Rena
 
 


  • A rena, tal como o cervo e o veado, faz parte da família dos "cervídeos". Aliás, é muito parecida com os seus primos, mas muito mais pequena!

  • Antigamente, nos países nórdicos, lá muito para o norte da Europa, os habitantes utilizavam as renas como meio de transporte sobre a neve (para puxar trenós), alimentavam-se do seu leite, comiam a sua carne e vestiam-se com a sua lã e pele.

  • Era praticamente a base da sua subsistência!


  • Para sobreviver em lugares tão frios como o norte da Europa, as renas têm algumas características muito especiais.

  • Por exemplo, têm pernas mais curtas e fortes e focinho peludo. A fêmea é a única da família dos cervídeos que tem armações (chifres) como o macho, embora sejam um bocadinho menos desenvolvidas do que as dos machos.

  • A maior parte dos animais não se alimenta de musgo. Além de ser de difícil digestão, não alimenta muito. No entanto, a rena adora comê-lo porque tem uma substância química especial que a ajuda a manter o corpo aquecido!

  • Sabias que apesar das renas só terem 1,20 m de altura (mais ou menos a que temos aos 8 anos) pesam entre 200 e 300 quilos? É quase o peso de três homens!

  • A gravidez da mãe rena demora sete meses até ter o seu filhote e têm apenas um de cada vez. Como vivem 15 anos podem chegar a ter 14 filhotes!

  • Quando nascem, na Primavera, as renas bebés não têm chifres, mas quinze dias depois começam logo a crescer. O problema é que estes caem logo, mas dois meses depois já têm uma armação igual à dos pais.

  • Sabias que as renas mudam de armação todos os anos? Vamos-te explicar como é:

    - No Verão as armações da rena são revestidas por uma pele fina que parece veludo. No Inverno essa pele seca e cai. Para acelerar este processo, o animal esfrega a armação o mais que pode!

    - A armação da rena fica então toda branquinha e começa a época de acasalamento e as lutas entre machos por causa das fêmeas. Dão grandes cabeçadas! Vê mais abaixo como é que funciona...

    - No mês de Novembro a armação separa-se da cabeça e cai. Mas volta a nascer novamente na Primavera, lá para Março ou Abril. Quando nasce uma nova é sempre maior do que a anterior!

  • Este processo é muito cansativo para as renas e por isso têm que comer muito. Andam sempre a viajar em busca de comida.

  • Quando a manada vai para pastagens mais viçosas (com mais comida), é conduzida pelos machos mais experientes. Mas, quando lá chega, quem se encarrega da vigilância são as fêmeas mais velhas.

  • Para encontrar alimento, as renas escavam na neve com os seus cascos fortes e cortantes. As suas patas e cascos são muito grandes para que ela se equilibre bem e consiga andar até sobre a neve endurecida.

  • As armações das renas são verdadeiras armas. Mas não são usadas só contra os inimigos de outra espécie, também podem ajudar a estabelecer a hierarquia do grupo, onde os machos lutam entre si, usando as armações como arma de combate, para determinar o dominante (o chefe do grupo).

  • O vencedor tem direito ao harém de fêmeas, que assegurarão a continuação da sua linhagem (terão filhos dele).
 

 


 
Política de Privacidade | Termos de Utilização | Quem Somos
- 2001 © Texto Editores - Todos os Direitos Reservados.