Salvar o Mar


  • Quando chega o Verão, os humanos sentem-se atraídos pelo mar.

  • Multidões reúnem-se nas praias de todo o mundo em busca de um contacto com as ondas do mar que lhes dão prazer e descanso.

  • No entanto, a presença do ser humano deixa o seu rasto fatal nas areias da praia. Milhões de sacos e plásticos de todo o tipo são largados na costa e o vento e as marés encarregam-se de os arrastar para o mar.

  • Sabias que um simples saco de plástico pode navegar várias dezenas de anos sem se degradar?

  • O pior é que as tartarugas marinhas os confundem com medusas e alforrecas e comem-nos, afogando-se na tentativa de as engolir.
    Milhares de golfinhos também se confundem e morrem afogados.

  • Eles não têm capacidade para reconhecer os lixos dos humanos, confundem-se, simplesmente, até porque, para eles, "tudo o que flutua no mar se come".

  • Sabias que a tampa plástica de uma garrafa, de maior consistência do que o saco de plástico, pode permanecer inalterada navegando nas águas do mar por mais de um século?

  • O Dr. James Ludwing, estudioso da vida do albatroz na ilha de Midway, no Pacífico, a muitas milhas dos centros povoados, fez uma descoberta espantosa.

 

 


 
Política de Privacidade | Termos de Utilização | Quem Somos
- 2001 © Texto Editores - Todos os Direitos Reservados.