O Ambiente no futuro


  • Supostamente, este artigo foi extraído da revista biográfica Crónicas de los Tiempos, de Abril de 2002.

  • Anda a circular pela internet há algum tempo e fala sobre um futuro muito negro. O narrador conta a sua história como se estivesse nesse futuro e as suas palavras são impressionantes.

  • Depois de leres, sabes que tens que fazer alguma coisa para que esta hipótese de futuro não se torne realidade.

"Estamos no ano de 2070, acabo de completar 50 anos, mas a minha aparência é de alguém de 85.
Tenho sérios problemas renais porque bebo muito pouca água.
Creio que me resta pouco tempo de vida.
Hoje sou uma das pessoas mais idosas nesta sociedade.

Recordo-me de quando tinha 5 anos.
Tudo era muito diferente.
Havia muitas árvores nos parques, as casas tinham bonitos jardins e eu podia desfrutar de um duche de cerca de meia hora.
Agora usamos toalhas com óleo mineral para limpar a pele.
Antes todas as mulheres mostravam a sua formosa cabeleira.
Agora devemos rapar a cabeça para a manter limpa sem água.
Antes o meu pai lavava o carro com a água que saía de uma mangueira.
Hoje os meninos não acreditam que a água se utilizava dessa forma.

Recordo que havia muitos anúncios que diziam CUIDA DA ÁGUA, só que ninguém lhes ligava; pensávamos que a água jamais poderia acabar.
Agora, todos os rios, barragens, lagoas e mantos aquíferos estão irreversivelmente contaminados ou esgotados.
Antes, a quantidade de água indicada como ideal para beber era de oito copos por dia por pessoa adulta.
Hoje só posso beber meio copo.

A roupa é descartável, o que aumenta grandemente a quantidade de lixo; tivemos que voltar a usar as fossas sépticas como no século XIX porque as redes de esgotos não se usam por falta de água.

A aparência da população é horrorosa; corpos desfalecidos, enrugados pela desidratação, cheios de chagas na pele ferida pelos raios ultravioletas, pois já não existe a camada de ozono que os filtrava na atmosfera.
Imensos desertos constituem a paisagem que nos rodeia por todos os lados.
As infecções gastrointestinais, enfermidades da pele e das vias urinárias são as principais causas de morte.

 

 


     
Política de Privacidade | Termos de Utilização | Quem Somos
- 2001 © Texto Editores - Todos os Direitos Reservados.